Daniel.

Moderators
  • Content count

    5,218
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

176 Excellent

About Daniel.

  • Rank
    Daniel_Bernardo
  • Birthday 11/06/1978
  1. ASUS M4A77TD LIGANDO DIRETO

    Realize a troca deste mosfet, não seria normal ele aquecer. Veja se ao trocar a situação muda
  2. Se a tela está boa (se testou em outra máquina e funcionou), precisa se certificar se o flat da tela está bom. Não aparece nada na tela do note? Começa pelo flat cable... Essa placa dá muito problema no chipset ponte norte, que cuida da parte de vídeo.
  3. transistor com fuga

    Este transistor que se refere é um transistor bipolar, dá para fazer o que foi mencionado sim
  4. Já verificou o OZ815 (U17)? PINO 1 E PINO 6 as habilitações, alimentação de 19v no pino 2 de Vin? Analisou o U19 se não está esquentando? No U19 ele não estando em curto nos capacitores C460 deveria aparecer os +5VA e no C471 os +3,3VA
  5. O arquivo de bios já foi postado no tópico onde você solicitou Bios. Aqui na área de esquemas só postamos os pedidos de esquemas, e na área de bios somente bios ok. Peço por gentileza não debater defeitos em áreas de solicitação de bios e esquemas, para tal, temos a área de reparo de placa de notebook aqui no fórum Segue opção de esquema http://www.andrecisp.com.br/index.php?/files/file/326-sony_vaio_pcg-61611-placa-quanta_ne7__-_rev_3a/
  6. Aqui nesta área somente é permitido solicitar bios Sua placa é uma DA0NE7MB6D0 Rev D, correto? Temos uma opção aqui no fórum. Faça backup de seu arquivo original antes de gravar http://www.andrecisp.com.br/index.php?/files/file/691-sony-pcg-61611x-vpcee23eb-quanta-ne7/
  7. Fonte pwm

    Fica complicado pois se os resistores estão danificados e em seu corpo não consegue se ler nada, só vamos adivinhar se tiver algum esquema elétrico desse equipamento
  8. transistor com fuga

    vamos ao transistor bipolar... 1º Posicione a chave seletora do multímetro na escala de medir diodo 2º identificar se o transistor é PNP ou NPN, para isso pode ser usado o datasheets do mesmo. No entanto, sabendo onde é a base do transistor poderá usar o multímetro para saber qual é o seu tipo, caso este componente esteja em perfeitas condições, mas é recomendado que se baixe o datasheet do transistor assim saberá todas as informações necessárias sobre ele (se é npn, pnp, qual seu hfe, etc) 3º Localizar a base do transistor. Para melhor explicar, vamos tomar como exemplo o transistor BC548, o qual é amplamente usado em diversos projetos eletrônicos. Veja a figura abaixo: Datasheet do BC548:  BC548.pdf Vendo esse transistor, notamos que a base encontra-se no terminal central e seu tipo é NPN (os teste que iremos apresentar para este transistor é o mesmo para o PNP, bastando para isso inverter as ponteiras). Com tais informações podemos usar o multímetro da seguinte forma para testá-lo. Acompanhe a próxima figura: Note que a ponteira vermelha do multímetro está na base e como o transistor é NPN, esta ponteira deverá permanecer ai para realizar o teste no coletor, como mostra a figura seguinte:  Veja que os valores no teste base-emissor e base-coletor foram bem próximos, isso indica um bom funcionamento do transistor. Observação: Os valores apresentados no multímetro podem variar entre transistores do mesmo tipo e mesmo fabricante, ou seja, podem ser diferentes de 718 e 720. Agora vamos testar se existe fuga entre as junções, para isso colocaremos agora a ponteira preta na base do transistor. Siga a figura abaixo:  No teste acima podemos verificar que não há fuga na junção base-coletor.  A figura acima nos mostra que não existe fuga na junção base-emissor. Fuga é uma corrente indesejada que, por ventura, poderá transitar entre as junções de um transistor. O último teste agora é para saber se há fuga entre os terminais coletor e emissor. Nesse teste a base não será usada. Acompanhe as figuras abaixo: No teste entre coletor e emissor, o multímetro deverá apresentar apenas o número 1 no lado esquerdo da tela, independente das posições das ponteiras. Resumindo! Se o transistor é NPN a ponteira vermelha deverá ficar na base e preta deverá ser encostada no coletor e no emissor. Se for PNP é a ponteira preta que deverá permanecer na base e a vermelha deverá ser encostada no coletor e no emissor. Nessas condições o multímetro deverá apresentar algum valor no display. Em qualquer outra posição das ponteiras o multímetro mostrará o número 1 no lado esquerdo.  Localizando a Base, o Coletor e o Emissor de um transistor desconhecido Você deve ter observado no teste do transistor acima que a Base foi o único terminal que se comunicou com os outros dois terminais, portanto, sempre que precisar saber qual é a base de um transistor é só ir posicionando as ponteiras do multímetro nos terminais do transistor até perceber que um deles faz contato com os outros dois terminais. Na maioria dos transistores o Coletor será o de valor menor mostrado no multímetro e o Emissor mostrará um valor ligeiramente maior. Este teste também ajuda a identificar se o transistor é PNP ou NPN, pois se você encontrou a base e nela esteja a ponteira vermelha, logo o transistor será NPN, mas, se na base estiver a ponteira preta, o transistor será PNP. Atensão! Nem sempre a base será o terminal do meio, alguns transistores apresentam a base em um dos terminais da extremidade, como é o caso do BF 494. Observe a figura abaixo: Note que neste transistor temos o emissor no terminal central. Teste de transistor com o multímetro analógico Coloque a chave seletora do multímetro na posição X1, como mostra a figura abaixo: Não é necessário fazer o ajuste de zero, mas, nada o impede de fazer tal ajuste nesse multímetro caso prefira. Após isso proceda o teste do mesmo modo como fizemos usando o multímetro digital, porém, no multímetro analógico as ponteiras serão invertidas e, sendo assim, em um transistor NPN, a ponteira preta é quem deverá estar na base. Veja a ilustração abaixo: Se o transistor estiver bom, a agulha irá até aproximadamente ao centro da escala e se inverter a posição das ponteiras a agulha não se moverá. Caso o transistor esteja em curto ou com fuga, a agulha deflexionará com qualquer posição das ponteiras. No teste de fuga entre coletor e emissor, a agulha não deverá se mover. Veja a figura:   BC548.pdf
  9. Dell Vostro 3500

    Fique monitorando e estressando a máquina, e se possível use pasta térmica de prata tanto no processador, pch e chip gráfico. A ideia do pedaço de cobre é interessante, mas fique monitorando pois temperaturas elevadas demais podem dar retorno em breve, mas caso não desligue mais nos seus testes, conseguiu matar a charada
  10. Dell Vostro 3500

    Então provável problema na PCH que está esquentando muito
  11. Compare os datasheets APL5606 http://www.anpec.com.tw/ashx_prod_file.ashx?file_path=20080917095333937.pdf&original_name=APL5606.pdf Pinagem do componente APL5606   G990P11U https://www.datasheets360.com/pdf/-2456135156588399424 Pinagem do G990P11U Creio que a título de testes dá, pois é um circuito integrado para regular e monitorar o cooler Mas o ideal seria colocar um igual no lugar.
  12. solicito bios winbond

    A placa deve ter alguma informação impressa nela. Veja também o modelo do notebook da multilaser, pois sem o básico de informações como iremos conseguir o arquivo? Multilaser já é difícil para obter bios, e sem saber ao menos o modelo do notebook é como achar uma agulha em um palheiro
  13. solicito bios winbond

    Não entendi seu tópico, você está querendo comprar o componente, ou quer arquivo de Bios? Se precisar de arquivo de bios precisa citar qual equipamento é, marca e modelo e referência da placa mãe.
  14. transistor com fuga

    Melhor forma de testar um transistor é com o multímetro, esqueça testes caseiros, podem te induzir ao erro Segue dois vídeos para melhor entendimento do assunto https://www.youtube.com/watch?v=9RkprR2ww_E https://www.youtube.com/watch?v=t-F2tYdnRyA
  15. A chapinha deve ter caído na linha de dados e alimentação danificando a linha de dados, veja os componentes ligados a linha de dados mas acho que afetou o pch