Ademilson Nunes

Moderators
  • Content count

    32
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

4 Neutral

About Ademilson Nunes

  • Rank
    Membro Avançado
  1. Projeto Fonte 30V 5A - Modulo 9

    Segue o esquema dessa fonte: 
  2. Placa Para Montar Fonte Ajustável 0-30v Por 5a Mosfet

    Olá guto, achei esse projeto excelente, ele é ainda mais completo do que aquele que escolhemos para o curso. Pode comprar sem medo, se tiver problemas ou dúvidas na montagem estou a disposição. 
  3. Fonte de alimentação

    Olá severino vamos as suas dúvida, e me perdoa pela demora na resposta: 1 -        Como se dá esta entrada 110V e 220V de forma automática?       Geralmente esta entrada "automática" se da em conversores DC-DC, na verdade o CI controlador pwm deste tipo de fonte pode trabalhar com tensões AC de 90 até 250V, então não é bem automático, mas sim, o ci e circuito é que estão preparados para trabalhar com uma tensão dentro destes limites encontrados para a rede elétrica, como mencionado isso varia de 90 até 250VAC. O circuito será capaz de manter a mesma tensão de saída DC a que foi projetado para trabalhar, deste que receba qualquer tensão dentro do intervalo de 90 até 250VAC. 2 -     Como é feita a redução da tensão de entrada para a saída 5.0V?      A redução da tensão é feita através de um transformador do tipo chopper, o valor da tensão de saída é controlado pelo chaveamento de um transistor que trabalha como comutador no enrolamento primário fazendo a tensão no secundário subir até o limite definido pelo divisor de tensão da malha de realimentação negativa. Não se preocupe, pois tudo isso é explicado em detalhes e com passos lógicos, onde as aulas vão evoluindo até que ensino o circuito completo do conversor, tenho certeza que quando chegar nestas aulas vai conseguir compreender isso de maneira simples e clara.  3 -   Esta fonte tem transformador? Sim, estas fonte possuem transformador, mas devido a maneira como os conversores dc-dc funcionam, estes transformadores possuem um tamanho bastante reduzido, muitas vezes tem tamanho semelhante a um "dado". Existem sim, fontes sem transformador, os chamados "rabo quente", mas isso não é uma prática de mercado e com certeza não encontrar algo assim em nenhum equipamento de consumo.  4 -  Como pode um equipamento tão minúsculo fornecer uma corrente de 2.0A  Novamente, os conversores dc-dc trabalham com uma lógica de funcionamento um pouco diferente das fontes lineares que está vendo nesta etapa do curso, quando chegar nos conversores será capaz de entender como fornecer este tipo de corrente em um circuito tão pequeno, mas só para te assustar, existem conversores dc-dc minúsculos em televisores, notebooks e celulares capazes de fornecer uma corrente muito superior a 2A, existem alguns casos em notebooks que o conversor pode fornecer 120A, em uma tensão de 1V. 5 -    Será possível fornecer um esquema eletrônico e informar os valores dos componentes para que possamos montar um? Vou projetar um e posto aqui no decorrer da semana, vou fazer um que receba a tensão AC entre 90 até 250V e mantenha na sua saída 5V até 2A.   Espero que tenha solucionado suas dúvidas, se ficou algo que não entendeu, por favor pode perguntar a vontade, abraços e bons estudos. Att,   Ademilson Nunes
  4. Display voltagem e amperagem

    Olá Severino, existem alguns vídeos legais mostrando como instalar este tipo de dispositivo. Vou postar uma foto com um diagrama que encontrei na interne e também um vídeo de nosso parceiro ink mania, mostrando um exemplo de ligação.   Segue o vídeo, talvez as cores dos fios sejam um pouco diferentes, mas se seguir o diagrama e assistir ao vídeo tenho certeza que vai conseguir. https://www.youtube.com/watch?v=KJ0Tyw8J1cs   Abraços e bons estudos, em caso de dúvidas estou a disposição.  
  5. Frequencia

    Olá Marcelo, confesso que nunca fiz este tipo de medida utilizando um frequencimetro. Mas acredito que seja possível, a frequência de um pwm fica sempre na casa de 100Khz a 200khz. Podendo variar de acordo com o modelo do CI, então recomendo que verifique no datasheet do ci qual é sua frequência de trabalho e após isso efetuar a medição para ver se está Ok. Sempre leve em conta alguma tolerância na medição algo em torno de 10%.    Abraços e bons estudos. 
  6. fonte de alimentação versos carga

    Olá Helcio, fico feliz que esteja gostando do curso. Falando de suas dúvidas, está parte de consumo de carga é realmente um pouco complicada, mas não desista, entender isso é fundamental para melhor aproveitar o restante do conteúdo do curso.  Vamos lá,  1 - transistor regulador em serie com a carga, corrente e consumo é em serie? Sim, a corrente que circula pela carga vem transistor ligado em série com a carga. 2 - Se aumentar o consumo da carga essa tensão que chega na carga cai ou sobe?  Vamos pensar em uma situação hipotética, pense que se o consumo da carga aumentou, significaria dizer que a carga consome mais corrente, para isso acontecer por Lei de ohm, a resistência da carga precisa diminuir. E se a resistência de carga diminuiu, a tensão também tenderia a cair pois a tensão cai de maneira proporcional a resistência da carga. Para evitar que isso aconteça existem os circuitos de realimentação negativa, responsáveis por estabilizar a tensão sobre a carga, independente da variação de consumo (variação de corrente).  3 - Qual o correto falar; aumentar a tensão na base ou corrente na base? Ambos, só dependendo da maneira que vai encarar estas afirmações. Exemplo: Um transistor bipolar comun, começa a conduzir corrente entre base e emissor, quando este atinge uma tensão de 0.6V ou 0.7V em média, logo se tivermos uma tensão de 0.2V ou 0.3V o transistor fica cortado, então seu coletor emissor se comporta como uma chave aberta com resistência altissíma. Mas se aumentarmos a tensão entre base emissor do transistor para 0.4V ou 0.5V este já começa a conduzir corrente, neste caso ele fica em meia polarização (amplificador). Então seu coletor  e emissor terá uma resistência média, mantendo alguma queda de tensão entre coletor e emissor. Agora podemos falar da corrente, aumentar a corrente de base, podemos fazer isso sem afetar os 0.6V entre base emissor, lembre-se que a junção base/emissor funciona como um diodo comum, então quando chega em 0.6V ele tem sua resistência muito baixa, então quem está de fato "controlando" a corrente que passa pela junção base/emissor? O resistor de base é quem "ajusta" esta corrente, se mudarmos o valor do resistor estaríamos controlando a corrente que passa pela junção base/emissor e assim também estaríamos controlando a corrente que circula entre coletor e emissor, que é maior que a corrente que circula entre, base/emissor, tão maior quanto for o ganho (HFE) deste transitor.  4 - Se aumentar a tensão na base, tambem aumenta  a corrente na base? Acredito que já respondi esta dúvida na resposta da dúvida anterior. 5 - E entre coletor e emissor, tensão e corrente, como eles se relacionam? Acredito que já respondi esta dúvida na resposta da dúvida 3.   Se ainda sobrarem dúvidas,por favor, pode perguntar a vontade terei o maior prazer de responder todas elas, abraços e bons estudos.  
  7. Bibliografia e dúvida sobre fonte

    Olá Severino, apesar de não mostrarmos no curso, sim é possível ligar um amperímetro e voltímetro digital neste projeto. Basta seguir a orientações  de instalação deste que devem seguir junto do modelo escolhido, eu recomendo que compre um modelo que possa ser alimentação por até 30V, caso o secundário de sua fonte forneça 40V talvez tenha que utilizar um divisor de tensão ou um regulador de tensão linear 7812 ou 7805 para reduzir um pouco a tensão para alimentar o voltímetro/amperímetro. que na maioria das vezes pode ser alimentado com uma tensão de 4 até 30V. deixe os fios de tensão ligados ao boner positivo e negativo da saída da fonte. Siga as instruções do fabricante do display voltímetro/amperímetro que escolher que não terá erro, em caso de duvida pode perguntar que terei prazer em ajuda-lo a instalar.    Quanto a bibliografia, eu não segui um livro específico tudo é baseado em experiência pessoal e muitas horas de estudo e analise de esquemas elétricos,  datasheets, guiar de reparação e principalmente inúmeras horas de testes de bancada e analises de laboratório.    Forte abraço e bons estudos!!!
  8. Positivo SIM+ / 71r-j14lm6-t811 - Não liga

    Tranquilo Wilson, todos nós tivemos nosso incio e nossas dúvidas isso não tem problema algum, vou tentar ser mais objetivo para lhe ajudar. Primeiro de tudo remova o transistor U10 da placa.  Após isso Verifique se encontra um ponto de terra (fácil procura o negativo de algum capacitor), solda um fio nesse ponto de terra e utilize a ponta preta da sua fonte de bancada para aplicar o potencial negativo (ponta preta) nesse fio.  Agora pode soldar um outro fio no polo positivo de um dos capacitores C634, C633 ou C653. Após soldar os fio basta ligar a fonte e ir subindo a tensão como eu expliquei anteriormente.  Porém é possível efetuar o jumper direito para efetuar o teste também. Removendo o U10 da placa, basta fazer um jumper com fio entre os pads que ficariam pino 8 e 1 do U10.  Tente ai, caso tenha dúvidas estamos a disposição sempre.   Abraços boa sorte. 
  9. Bom dia Matheus, verifique se o CI PU1016  tem' curto' entre os pinos VDD e o GND. Levando em conta que o curto está para dentro do CI é possível que ele seja o culpado, para confirmar pode injetar tensão nos pinos VDD do CI PU1016 usando os capacitores como meio de injetar tensão  pode ser o PC1253 ou qualquer outro ligado a linha VDD do CI. Coloque 5V e verifique se o consumo será excessivo ou mesmo se ele aquece um pouco. Mas a chance do CI PU1016 estar com defeito é grande. 
  10. ESQUEMA ELÉTRICO NOBREAKS

    Bom dia Matheus existe algum modelo específico que esteja procurando, ou gostaria de um apenas um para estudar? 
  11. Positivo SIM+ / 71r-j14lm6-t811 - Não liga

    Bom dia Wilson, aplica tensão com sua fonte no ponto destacado em vermelho na foto, ajuste a tensão em 5V limita a corrente em mais ou menos 2A para proteger o circuito em caso de alto consumo. Verifica se terá ou não consumo na fonte vai subindo a tensão aos poucos até chegar em 19V, após isso caso não tenha alto consumo tente ligar a placa. Pode fazer um jumper também conforme está destacado em verde, mas faça isso apenas para teste. Se tiver certeza que não existe mais nenhum componente em fuga ou curto no circuito proceda com a troca do transistor U10. 
  12. Capacitor em curto

    Isso mesmo madmicro, estes devem servir, mas verifique as dimensões antes pra saber se ele se encaixa nos pads de C5404 e C5403 na placa. Tome cuidado pois capacitores SMD podem variar muito de tamanho. 
  13. Fonte Yaxun 1502DD+ com defeito

    Se o R57 está aquecendo muito provavelmente aquela faixa preta no centro do resistor original aqueceu e perdeu a cor. Coloque um resistor de 150R 3W ou 5W no lugar que deve resolver o problema de dissipação de calor. Verifique pra mim, só para termos mais certeza onde o resistor vai ligado, levando em conta os dois terminais, onde cada um deles está ligado? Mas ainda acho que aquela faixa no meio ficou preta, mas deveria ser verde o original!
  14. Vamos lá colega, pode definir um pouco melhor o sintoma de "não liga". Chegou a medir se tem as tensões de S5 (19V, 3.3V e 5V) estas tensões de uma maneira genérica devem aparecer no instante em que conecta a placa a fonte de alimentação 19V. Verifique estas informações, pois isso é crucial para o restante da analise.   Abraços, fico no aguardo.
  15. Capacitor em curto

    Deve funcionar sem os capacitores sim, remova eles e teste novamente.