Sign in to follow this  
Followers 0

Análise geral em placas mãe - Placas em geral

11 posts in this topic

Minha dúvida quanto a análise em placas mãe é a seguinte:

onde fica a tensão primária e secundária?

onde medir primeiro em notebook que não liga?

quais mosfets de alta e baixa? como identificá-los?

bobinas que são analisadas ? onde elas ficam de 3,3 e 5,0 v?

Minha dúvida se resume nessas perguntas. Se esse não é o espaço adequado, peço desculpas mas sou novato nesse fórum e nesse curso.

0

Share this post


Link to post
Share on other sites

A linha de análise primeiramente se começa obtendo o esquema elétrico da placa em que estiver sob análise em sua bancada.

Tensões a serem analisadas logo após obter o esquema.... 19v ( Vin - Entrada), após o pwm primário que gera as tensões de 3v e 5v, e em seguida as demais fontes, ao dar start na placa, pois elas só serão geradas após ligar (cada notebook terá uma linha de análise segundo o defeito e interpretar o esquema elétrico)

Cada notebook terá uma particularidade na análise, que será melhor direcionada após entender o defeito, e ir seguindo a sequência de start no esquema elétrico.

O que sempre é interessante obter é detalhes com o cliente de como o defeito se manifestou...

Tipo placas que não ligam nada, como se deu o defeito. Será feita uma linha de raciocínio a partir da tensão de entrada e seu estágio, e ir avançando conforme as tensões que encontrar

Outro defeito poderia ser placas que ligam e não dão imagem, se obtém uma linha de raciocínio que se tem todas as tensões, verificamos se há vídeo externo (saída vga ou hdmi), se está tudo bem com o circuito LVDS que gera tensão e sinais para a tela LCD, e caso esteja tudo bem no circuito LVDS aí partimos para a regravação de Bios.

Enfim, cada equipamento seguirá uma linha de raciocínio, análise das tensões e claro, o maior aliado do técnico, o esquema elétrico

 

0

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para ir de encontro a sua dúvida em mosfet de alta e baixa, e circuito pwm primário

circuito pwm primario.png

Nos notebooks há várias fontes internas, primárias (quando geram 3 e 5), que em muitos notebooks ao colocar o carregador e/ou plugar bateria essa fonte primária já aparece.

Pode ver que uma fonte interna ela é formada por um CI PWM (que neste caso é o PU6 "RT8206B"), mosfet de alta, mosfet de baixa, bobina (marcada em vermelho) e capacitor de filtragem (marcados em verde).

O CI PWM e os mosfets de alta recebem a alta proveniente do circuito de entrada. O CI PWM após ser alimentado, habilitado internamente ele passa a "dar ordens" para os dois mosfets aturarem em conjunto para gerar as tensões das fontes internas de 3 e 5.

Essa tensão passa pela bobina, e após filtrada pelos capacitores (marcados em verde), sai "pura sem qualquer ruído ou oscilação para alimentar os circuitos que dependem dessas fontes internas.

Toda fonte interna seja ela primária ou secundária (as fontes menores, tipo da memória, Vcore, chipset) tem um funcionamento parecido.

Como vamos ver isso e raciocinar? Via esquema elétrico...

 

1

Share this post


Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, Daniel_Kingtech disse:

A linha de análise primeiramente se começa obtendo o esquema elétrico da placa em que estiver sob análise em sua bancada.

Tensões a serem analisadas logo após obter o esquema.... 19v ( Vin - Entrada), após o pwm primário que gera as tensões de 3v e 5v, e em seguida as demais fontes, ao dar start na placa, pois elas só serão geradas após ligar (cada notebook terá uma linha de análise segundo o defeito e interpretar o esquema elétrico)

Cada notebook terá uma particularidade na análise, que será melhor direcionada após entender o defeito, e ir seguindo a sequência de start no esquema elétrico.

O que sempre é interessante obter é detalhes com o cliente de como o defeito se manifestou...

Tipo placas que não ligam nada, como se deu o defeito. Será feita uma linha de raciocínio a partir da tensão de entrada e seu estágio, e ir avançando conforme as tensões que encontrar

Outro defeito poderia ser placas que ligam e não dão imagem, se obtém uma linha de raciocínio que se tem todas as tensões, verificamos se há vídeo externo (saída vga ou hdmi), se está tudo bem com o circuito LVDS que gera tensão e sinais para a tela LCD, e caso esteja tudo bem no circuito LVDS aí partimos para a regravação de Bios.

Enfim, cada equipamento seguirá uma linha de raciocínio, análise das tensões e claro, o maior aliado do técnico, o esquema elétrico

 

Certo. Até aqui deu pra entender. Outra dúvida que ocorreu ao ler aqui foi que quando um componente não aquece podemos dizer que esse componente está aberto? por exemplo: já verifiquei em placas em que o notebook não liga e não encontrei nenhum componente aquecendo. Esse componente poderia estar aberto?

0

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, Daniel_Kingtech disse:

Para ir de encontro a sua dúvida em mosfet de alta e baixa, e circuito pwm primário

 

circuito pwm primario.png

No caso o mosfet de alta recebe a tensão maior ou é a localização que ele se encontra?

1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos as suas dúvidas...

O fato do componente aquecer ou não é sinônimo dele estar ruim. Um componente que aquece pode estar com alguma fuga interna e deixando a tensão ser drenada pro terra.

O fato dele não aquecer não é necessariamente que ele esteja "aberto", por isso recomendamos que o componente em muitas das vezes seja testado fora do circuito para atestar se ele está bom ou não. Tudo é análise, testes e medições com o multímetro...

O mosfet de alta é chamado assim porque ele recebe a tensão de alta em seus drenos, proveniente da fonte 19v que chamamos de "alta", que é a fonte lá no início onde conectamos o carregador do notebook. A posição dele no esquema foi feita assim pelo projetista, o posicionamento dele não tem nada a ver com isso, somente desenhado assim por padrão pelos projetistas.

1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora vamos para um circuito secundário, vamos tomar por exemplo o de 1,05v

SECUNDARIO.png

O princípio é semelhante...

CI PWM recebe alimentação (neste caso ele recebe os 5V lá proveniente do CI pwm da fonte anterior...

O mosfet de alta recebe os 19v em seu dreno

O CI após ser alimentado, e estando bom, gera o sinal powergood, avisando que o circuito está pronto a funcionar que não tem nenhuma anormalidade.

Então é recebido o pulso de ativação, que varia conforme a ordem da sequencia de start. Cada fonte secundária vai sendo "ativada" ou "acordada" conforme a ordem definida pela sequencia de start da placa...

neste caso esta fonte sendo ativada, o ci pwm faz os mosfets oscilarem para chegar a tensão de 1,05 volts, então ela passa pela bobina, e depois filtrada pelos capacitores e sai limpa sem oscilações para alimentar o circuito que depende desta alimentação.

Tudo isso vai ficando mais claro quando for analisar notebooks... Sugiro que assista mais vezes o curso... assim fixará mais o que foi passado.

E tendo dúvidas, estamos as ordens

1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Daniel_Kingtech disse:

Vamos as suas dúvidas...

O fato do componente aquecer ou não é sinônimo dele estar ruim. Um componente que aquece pode estar com alguma fuga interna e deixando a tensão ser drenada pro terra.

O fato dele não aquecer não é necessariamente que ele esteja "aberto", por isso recomendamos que o componente em muitas das vezes seja testado fora do circuito para atestar se ele está bom ou não. Tudo é análise, testes e medições com o multímetro...

O mosfet de alta é chamado assim porque ele recebe a tensão de alta em seus drenos, proveniente da fonte 19v que chamamos de "alta", que é a fonte lá no início onde conectamos o carregador do notebook. A posição dele no esquema foi feita assim pelo projetista, o posicionamento dele não tem nada a ver com isso, somente desenhado assim por padrão pelos projetistas.

Agora sim. Deu pra entender. Muito obrigado mesmo;)

0

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Daniel_Kingtech disse:

Agora vamos para um circuito secundário, vamos tomar por exemplo o de 1,05v

SECUNDARIO.png

O princípio é semelhante...

CI PWM recebe alimentação (neste caso ele recebe os 5V lá proveniente do CI pwm da fonte anterior...

O mosfet de alta recebe os 19v em seu dreno

O CI após ser alimentado, e estando bom, gera o sinal powergood, avisando que o circuito está pronto a funcionar que não tem nenhuma anormalidade.

Então é recebido o pulso de ativação, que varia conforme a ordem da sequencia de start. Cada fonte secundária vai sendo "ativada" ou "acordada" conforme a ordem definida pela sequencia de start da placa...

neste caso esta fonte sendo ativada, o ci pwm faz os mosfets oscilarem para chegar a tensão de 1,05 volts, então ela passa pela bobina, e depois filtrada pelos capacitores e sai limpa sem oscilações para alimentar o circuito que depende desta alimentação.

Tudo isso vai ficando mais claro quando for analisar notebooks... Sugiro que assista mais vezes o curso... assim fixará mais o que foi passado.

E tendo dúvidas, estamos as ordens

Ufa! Deu sim para entender. Obrigado

0

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fico feliz que tenha compreendido. Análise é assim mesmo. Cada placa vai ter uma particularidade, mas o ideal vai ser quando os notebooks forem aparecendo, assim irá se familizarizar mais com as análises. O princípio é bem parecido, mas cada projetista de placa, tem um padrão, porém vai achar sempre analogias nos circuitos. 

A prática do dia a dia, a interação aqui no fórum, pesquisar bastante (youtube tem muita coisa legal), enfim, reparar notebooks requer um estudo diário. O curso abre um pouco a mente, mas o estudo, pesquisas, e a troca de informações não só aqui mas em outros fóruns, vai te aprimorando e dando mais bagagem de conhecimento.

E claro, ferramentas que te dê qualidade de trabalho. Uma razoável a boa estação de solda, ar quente, um multímetro de qualidade para dar segurança e exatidão nas medições, enfim, a jornada da bancada e os estudos é que vai te tornando um técnico melhor a cada dia que passa.

Desejo bons estudos. Com dedicação tudo dá certo.

Grande abraço meu amigo e que Deus abençoe sua trajetória na profissão.

0

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this  
Followers 0